Medicina Veterinária Preventiva – Saúde Mental e Física

adestramento
  1. Andrea Ferreira disse:

    Parabéns pelo artigo!
    Parabéns também pelo programa desta semana na Hora do Blush, vc e Isabela arrebentaram!
    Foi muito bom, interessante para quem já sabe um pouco, pq apesar de ter cinco cães, não sabia da eficácia de algumas vacinas, tais como giardia e a tosse dos canis. Gasto uma grana com vacinas e não sabia que estas vacinas não afastavam completamente o risco de contrair as doenças. Aff!
    Muito obrigada por ter feito aquele trânsito louco, parecer bem mais agradável!

    Andrea Ferreira

  2. Rita Ericson disse:

    Obrigada, Andrea!
    Eu também adorei o participar do programa esta semana.
    Abraço
    Rita Ericson

  3. Fatima Coelho disse:

    Parabéns pela materia e pelo programa.
    Gosto muito…, pois tenho uma família de gatos persa, que eu amo e cuido muito deles,por isso fico muito ligada no programa, todas as informções são bem vindas.

    Fatima Coelho

  4. Rita Ericson disse:

    Obrigada, Fatima!
    Abraço
    Rita Ericson

  5. Leila disse:

    Ola Rita,

    Tira uma dúvida: Vou vacinar minha Shitzu pela primeira vez agora dia 31/01/12(Ela estara com 56 dias), pelo meu entender no Final de Fevereiro ela vai se vacinar novamante. A pergunta é: Podemos viajar com ela no carnaval? mesmo sem ela ter tomado a 2ª dose?

  6. Rita Ericson disse:

    Olá Leila,

    viajar não é o problema, e sim o quanto ela vai se expor.
    Os filhotes que ainda não estão imunizados não devem pisar em um chão que possa conter resquícios de fezes ou urina de animais desconhecidos (eles podem estar eliminando vírus e contaminar seu cão).
    Se ele ficar restrito a um ambiente que não ofereça estes riscos, não há problemas.
    Abraço
    Rita Ericson

  7. marizete assis alves disse:

    Oi Rita. Parabéns por tudo de bom que nos ensina a cuidar melhor dos pets. Tenho uma duvida ; Um felino totalmente branco, é um hospede, acho que ele já tenha uns 4 anos, é necessário vacinar com a viral ? Já esterilizei e vermifuguei-o. Obrigada.

  8. Rita Ericson disse:

    Oi Marizete,

    ele entra e sai na sua casa? Tem acesso a outros gatos?
    Se ele passeia, precisa ser vacinado anualmente.

    Rita Ericson

  9. Leila disse:

    Boa Noite Doutora,

    Qual e o seu conselho a repeito de pelos embolados, eu escovo minha sitzu dia sim e outro nao, mas o pelo dela esta dando no.O que a sra. recomenda….Tb do banho com shampoo e condicionador da Granado.

Faça sua pergunta!

É melhor prevenir do que remediar, já dizia o ditado.
Na veterinária também funciona assim.
A prevenção de doenças aumentou muito a longevidade dos animais nos últimos anos. Eu nunca tinha conhecido ou atendido cães de raças grandes (dog alemão, labrador, rottweiler) com mais de 12, 13 anos e recentemente tenho visto muitos.
Mas também é possível prevenir problemas comportamentais. E quanto antes, melhor.

Saúde Mental

Cães e gatos não precisam mais caçar, se proteger de predadores e defender seu território para sobreviver. Nós fazemos tudo por eles. Assim eles vivem muito mais, mas não tem nada para fazer…vivem sem desafios e muitas vezes confinados dentro de apartamentos sem ter contato com outros indivíduos (gente e bichos!).

Sem ter como exercitar seus instintos naturais, muitas vezes eles expressam sua frustração e tédio arranhando, roendo, comendo, lambendo as patas, uivando, latindo, destruindo móveis, rodando, mordendo…

Mas é possível prevenir:

  • socialize seu cão- desde filhote, apresente-o para amigos, crianças  e outros animais.
  • examine, manipule- desde filhote, mexa na boca, patas, orelhas, comedouros e objetos do seu cão ou gato. Delicadamente, é claro. Ele deve ter a certeza de que você pode e deve inspecioná-lo.
  • brinque, dê atenção- é fundamental reservar um tempo para se divertir com seu animal.  Se você não tem tempo, não deve ter um animal de estimação.
  • eduque- cães e gatos devem ser ensinados desde filhotes. Eles precisam saber o que podem ou não fazer. O que é desejável ou não. Para nós, algumas atitudes parecem obviamente erradas, mas para eles, não. Como por exemplo, fazer xixi no tapete ou não pular nas visitas. Se não ensinarmos, eles não vão aprender.
  • agressividade- nunca brinque de maneira agressiva com seu cão ou gato. Mesmo aquelas mordidinhas de filhotes devem ser evitadas. Cabo de guerra também não é recomendado, a não ser que você ganhe sempre.
  • esterilização do macho- previne a marcação urinária. Quanto antes o cão ou o gato for castrado, menos  xixis pela casa toda.
  • estimule a independência- não se despeça quando for sair, deixe seu animal por alguns minutos em um cômodo diferente do seu, ofereça brinquedos interativos (http://www.bitcao.com.br/index.php?PUID=BSD)

Agindo de forma preventiva, oferecemos uma vida mais saudável e divertida além de melhorar a relação com nosso animal de estimação.

Saúde Física

  • vacinação- cães e gatos devem ser vacinados a partir de 45 dias e após completar o esquema de filhotes, revacinados anualmente (não esquecer que além da raiva, existem outras doenças graves que podem ser evitadas através da vacinação)
  • verminoses- todo filhote deve ser vermifugado e dependendo do “estilo de vida” do animal vermifugar periodicamente (3/3 meses ou 6/6 meses ou anualmente)
  • pulgas e carrapatos- não espere seu animal e sua casa ficarem infestados para agir. Se o seu filhote não apresenta parasitos, evite. Antes dele sair para passear comece a usar algum produto seguro (evite os venenos), periodicamente. A maioria dos produtos do mercado recomenda reaplicação mensal.
  • filariose- é um verme transmitido por mosquitos que pode se instalar no coração e vasos de cães e GATOS. Existem produtos preventivos no mercado para aplicação mensal na pele ou ingestão (comprimidos ou “biscoitos”).
  • dieta- nada melhor para a saúde que uma boa alimentação. As rações de qualidade são a melhor opção de uma dieta balanceada e ideal para seu animal. Existem rações específicas para as diferentes idades, pesos (a obesidade deve ser prevenida!!) e algumas dietas de tratamento (diabetes, doença renal, hepática etc). Também é possível oferecer comida caseira, mas ela deve ser balanceada e enriquecida para oferecer todos os nutrientes que os cães e gatos necessitam.
  • esterilização- é a melhor maneira de prevenir gestações indesejadas e o abandono de animais. Também é a única opção para prevenir o aparecimento de tumores de mama nas gatas e cadelas, além de doenças uterinas e ovarianas (na fêmea) e prostáticas e testiculares (no macho)
  • acidentes- o uso de coleira e guia nos cães evitam atropelamentos, brigas entre cães e agressões na rua. No caso dos gatos, as telas de proteção nos apartamentos evitam a “síndrome do gato voador” – nada mais triste que seu gato cair pela janela.
  • intoxicações- plantas comuns dentro de casa podem intoxicar cães e gatos, se ingeridas (comigo-ninguém-pode, espirradeira, samambaia entre outras) assim como medicamentos, produtos de limpeza, repelentes em aerossol, tinta, verniz, creolina. Tome cuidado para não expor seu animal a estes tóxicos.
  • bola de pelos- alguns gatos (em geral os peludos) formam no estomago de tanto se lamber e engolir grande quantidade de pelos. A melhor maneira de evitar é escovar MUITO seu gato. Os pelos sairão na escova ao invés de serem ingeridos.  Existem rações e produtos no mercado que também ajudam a prevenir. Esta recomendação também vale para evitar que os pelos dos cães se espalhem pela casa e ainda ajuda a inspecionar a pele deles.
  • dentes- é fundamental manter a higiene através da escovação. Os animais se acostumam aos poucos. Saiba mais em http://www.bichosaudavel.com/escovando-os-dentes/
  • coração- algumas raças são propensas a desenvolver problemas cardíacos. Os pequenos (poodles, yorkshires) costumam apresentar doenças valvulares e os gigantes (dogue alemão) cardiomiopatias. É interessante fazer um check up cardíaco (eletrocardiograma, rx de tórax e se necessário, ecocardiograma) a partir dos 8 anos.

Carregando..
 
 
focinho do cachorro
rabo do gato