A resposta desta pergunta é sempre dividida…eu acredito que não.

A princípio, todo animal com boca e dentes pode morder.

O maior problema é o tamanho da boca e o comportamento do animal.

A agressividade não está diretamente ligada a uma (ou várias) raça(s). Ela pode ser herdada geneticamente e aumentar, diminuir ou ser controlada durante o desenvolvimento do animal.

Conheço vários pit bulls, rottweilers, bull terriers, filas e dobermans mais mansos que muitos cockers spaniels, poodles, schnauzers, vira-latas…

A lei brasileira determina que cães da raça pit bull devem ser esterilizados até 6 meses de vida e inclui outra regras a serem respeitadas (Lei nº 4.597, de 16 de setembro de 2005).

Na maioria das vezes, a agressividade é mal interpretada.

Para saber mais sobre agressividade, clique aqui.

Independente da raça e do tipo de agressividade, é importante saber que existe tratamento e ele deve ser sempre considerado.

Os resultados costumam ser muito bons!

Vale  a pena!

Converse com o veterinário(a) dos seus animais.

Leia mais →

Há alguns anos atrás, muitos cães de diferentes raças (boxer, schnauzer, doberman, por ex) eram submetidos a estes procedimentos cirúrgicos, rotineiramente.

O objetivo das cirurgias era exclusivamente estético e este padrão não é mais exigido pelos juízes de competição de beleza canina.

Hoje em dia, muitos veterinários não realizam mais estas cirurgias.

Conchectomia (Corte de Orelha)

Atualmente é proibido pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária.

A cirurgia era realizada em filhotes entre 8 e 12 semanas de vida (as vezes até antes). O pós- cirúrgico era extremamente trabalhoso e muitas vezes doloroso. Eram necessários curativos regulares,  durante várias semanas para atingir o objetivo – orelhas eretas. E o pior é que nem sempre o resultado final atingia as expectativas e as orelhas ficavam com o aspecto de “quebradas”.

 

boxer orelha cortada

boxer com as orelhas cortadas

boxer sem as orelhas cortadas

boxer sem as orelhas cortadas

 

 

 

 

 

 

 

Caudectomia (Corte de Cauda)

A cauda é  parte do animal e serve para o cahorro se comunicar e expressar diversas emoções. Não existe nenhuma indicação médica para esta cirurgia – a não ser que haja um tumor, por exemplo.

Há casos de corte de cauda com o filhote recém nascido, em casa, sem anestesia e sem nehum cuidado de assepsia. Este procedimento oferece risco de infecção e muitas vezes o resultado é desastroso e requer  outra cirurgia corretiva.

As raças que estamos habituados a ver de caudas cortadas, ficam lindas de cauda longa. É uma questão de costume. Por qual motivo se acha uma cauda grossa longa de rottweiler estranha e a do labrador linda? PURO COSTUME!  E o poodle? Esquisito de cauda longa? Pense no bichon frisé, parecidíssimo com o poodle e de cauda longa. PURA IMPLICÂNCIA!

Rottweiller com a cauda longa

Rottweiller com a cauda longa

 Bichon Frisé cauda longa

Bichon Frisé com a cauda longa

 

Você acha justo realizar uma cirurgia com objetivo exclusivamente estético num animal?

Leia mais →
Carregando..